CONCURSO PARA O NOVO PAÇO MUNICIPAL DO MUNICÍPIO DE VÁRZEA PAULISTA
___________________________________________________________________________________________________________

O projeto procura configurar um lugar que se caracterize não apenas como o endereço da sede do poder público, mas que possa servir de ponto de referência à cidade, constituindo-se como um efetivo centro urbano. Assim, a proposta busca uma arquitetura e uma organização do programa capaz de estimular a apropriação pelo uso e a identificação dos cidadãos com os edifícios e com os espaços urbanos por eles conformados.


vista aérea da situação






vista aérea da situação

Para tal, os espaços foram articulados ao programa de necessidades considerando  uma abordagem em diversas escalas, capazes de acolher desde o uso cotidiano pelos moradores e funcionários do Paço até funções cívicas e representativas que remetem ao município de forma mais ampla. Esta característica se reflete sobretudo sobre a organização das áreas livres:
O programa solicitado- Edifício do Poder executivo, Legislativo, Câmara Municipal, Atendimento ao Público (Mais fácil), Biblioteca e Auditório- foi todo organizado ao redor de um grande espaço de praça que por sua vez divide-se em duas áreas principais que procuram atender duas demandas distintas: por um lado, a de uma praça cívica marcada por um grande plano inclinado e capaz de receber eventos coletivos e, por outro, uma área arborizada convidativa ao estar e ao convívio na qual  se priorizou a manutenção da significativa vegetação existente.


esquema das novas passagens, ruas e ligações no conjunto e esquema das áreas verdes e estacionamento

Os edifícios destinados ao poder público foram implantados ao longo da "avenida Projetada" que delimita uma das laterais do terreno. Ao invés de buscar formas monumentais, estes edifícios foram pensados em função de proporcionar uma escala urbana acolhedora, com amplas calçadas e volumes baixos que conformam galerias pelas quais é possível acessar os edifícios públicos do conjunto, a praça e os serviços voltados ao cidadão localizados no piso térreo.
Um novo traçado viário foi proposto para a rua Pedro Poloni proporcionando uma ligação mais franca à avenida Ipiranga e ao acesso da nova estação de trem que futuramente deverá funcionar também como um ponto de travessia sobre o rio e a própria linha férrea. Ao longo da via foram distribuídas vagas de estacionamento visando maior facilidade de acesso
aos equipamentos do Paço Municipal que ladeiam a via: a biblioteca, o teatro e os serviços ao cidadão ligados ao "mais fácil".


implantação do conjunto






implantação do pavimento térreo






edifícios da câmara municipal e legislativo, ao fundo edifício do executivo






praça central que reúne todos os edifícios do conjunto






estacionamento coberto, edifícios da biblioteca municipal e executivo






biblioteca municipal






praça central que reúne todos os edifícios do conjunto






praça da biblioteca municipal

A biblioteca foi implantada junto à avenida Ipiranga no ponto de confluência do acesso à estação de trem, onde é possível prever um fluxo mais intenso de pedestres. Convidativa a quem transita por ali, o piso térreo da biblioteca, que abriga a recepção, se abre tanto para a praça quanto para a rua Pedro Poloni. Seu programa, incluindo o telecentro, se desenvolve nos andares superiores a partir dos quais se oferece a vista para a várzea do Rio Jundiaí através de grandes janelas e terraços, proporcionando uma relação visual com as áreas de lazer previstas para serem instaladas ao longo das margens do rio.
O projeto procura assim reforçar a intenção de caracterizar a área de projeto e seu entorno, marcado pela várzea do Rio Jundiaí, como uma centralidade cujos espaços e usos efetivamente estejam disponíveis à população e possam atender a demanda da cidade por um centro urbano.


prancha enviada ao concurso





prancha enviada ao concurso





prancha enviada ao concurso





prancha enviada ao concurso





___________________________________________________________________________________________________________
ficha técnica
local
Várzea Paulista, SP
ano
2012
área terreno
28.000m²
área construída
20.000m²
arquitetura/autores
Danilo Hideki Abe, Mayra Rodrigues e Régis Sugaya