PRÊMIO TERCEIRO LUGAR
CONCURSO PARQUE DO MIRANTE PIRACICABA

___________________________________________________________________________________________________________

O Parque do Mirante, possui singulares características paisagísticas, ambientais e históricas já reconhecidas através do tombamento por órgãos municipais e estaduais. A proposta de intervenção deve valorizar as qualidades existentes, propondo estruturas que enfrentem os problemas lá encontrados, além de considerar as crescentes demandas por espaços públicos de lazer de uma cidade em expansão.
A morfologia linear do parque faz com que a distância entre as vias adjacentes e as margens do rio Piracicaba seja relativamente pequena, sugerindo o potencial para um parque de características urbanas cujos benefícios possam ser incorporados nos usos cotidianos da cidade.
Atualmente, a pequena quantidade de acessos, bem como a falta de elementos de sinalização e iluminação desestimulam o uso. Os percursos internos, paralelos ao rio, são longos e possuem poucas saídas para a rua, gerando muitos trechos ermos que propiciam certa sensação de insegurança.

/acesse aqui a proposta completa/


plataforma brincar e chafariz

A proposta prevê a construção de novos caminhos elevados, transversais ao sentido principal do parque, possibilitando um acesso mais direto aos mirantes existentes, multiplicando as possibilidades de percursos e de pontos de contato visual entre usuários. Além disso, as estruturas permitem organizar a distribuição de novas redes de iluminação e lógica.
No mesmo sentido de estimular e intensificar o uso do parque, propõe-se também a construção de estruturas capazes de suportar programas como lanchonetes e brinquedos para crianças, sobretudo no setor sul do parque. É notável como atualmente a presença de equipamentos e usos no trecho norte, como o Aquário e o NEA, estimulam a presença de visitantes, em oposição às áreas sul menos frequentadas.


plataforma comer, lanchonete, quiosque e elevador panorâmico

Adjacente a uma destas estruturas foi proposta um elevador panorâmico, estrategicamente posicionado no trecho central do parque. Através dele é possível acessar todos os níveis dos caminhos e mirantes, inclusive o dos sanitários existentes a serem reformados, garantindo assim os princípios de acessibilidade universal.
As novas estruturas foram pensadas em perfis metálicos que suportam pisos leves com réguas feitas de composto de madeira e plástico reciclado. A solução pretende minimizar as intervenções no terreno e nas estruturas existentes, facilitando também a montagem que deve ser feita sem prejuízo à vegetação existente. É desejável uma avaliação das espécies arbóreas no sentido de substituição de espécies invasoras por novos exemplares de vegetação nativa, que seriam implantadas em acordo com a disposição espacial das novas estruturas. O guarda-corpo das novas estruturas foi pensado em vidro para favorecer a contemplação da paisagem.


plataforma travessia

A proposta prevê ainda intervenções nas vias adjacentes no sentido de potencializar atividades ligadas ao parque e promover a instalação de usos comerciais nos imóveis lindeiros. Na rua Maria Manieiro a proposta prevê uma ampliação dos passeios públicos e a construção de escadarias no sentido de facilitar o acesso ao parque. No caso da Av. Maurice Allain, as intervenções pretendem afirmar a incorporação desta área como um espaço do parque. Através da implantação de um piso único, a proposta organiza a interface entre as entradas ao Parque do Engenho e Parque do Mirante, destacando o antigo pórtico existente naquele acesso. A ausência de estruturas permanentes neste espaço sugere a possibilidade de usos eventuais, e alternância entre destinação de área para estacionamento ou até interrupção do tráfego de veículos de acordo com a situação.


visão geral da proposta e relação com existente

As intervenções propostas se estabelecem como estruturas destinadas a dar suporte e potencializar qualidades existentes no Parque do Mirante que são também características marcantes da cidade de Piracicaba, sobretudo no que concerne à relação da cidade com o rio que corta sua área central. A ocupação das margens do rio Piracicaba resulta em situações de convivência harmoniosa entre espaço urbano e elementos naturais, raros nas cidades brasileiras. Assim, o presente trabalho pretende não apenas propor uma melhoria na qualidade dos espaços públicos da cidade, mas contribuir para a reflexão acerca da própria relação ente espaços urbanos e seus rios, tema fundamental às cidades brasileiras.


prancha 1






prancha 2




___________________________________________________________________________________________________________
ficha técnica

local
Piracicaba/ SP
ano
2014
área da intervenção
70.000,00m²
área construída
1.700,00m²
arquitetura/autores
Mayra Rodrigues e Régis Sugaya